80,08% das empresas da construção foram impactadas pela nova onda da Covid-19 ou influenza, destaca pesquisa da CBIC

Desde o fim de 2021, 80,08% das empresas da indústria da construção foram impactadas pela nova onda da Covid-19 ou…

Desde o fim de 2021, 80,08% das empresas da indústria da construção foram impactadas pela nova onda da Covid-19 ou influenza, segundo pesquisa realizada pela Comissão de Políticas de Relações Trabalhistas (CPRT) da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). O levantamento foi realizado de 14 a 21 de janeiro e contou com a participação de 482 empresas de todo o país.

Entre os entrevistados, 43,36% informaram que foram identificados casos de Covid-19 e influenza nos últimos 30 dias na empresa. Considerando esse mesmo período, 30,08% identificaram casos de Covid-19, 10,58% disseram ter registrado casos de influenza e 15,98% afirmaram que não foram constatados casos de nenhuma das duas doenças nos últimos 30 dias.

Entre as consequências observadas nas empresas, 86% informaram ter ocorrido afastamentos no canteiro de obra por infecção, 68% apontaram ter afastamentos no escritório por infecção e 32% relataram a ocorrência de pedidos para trabalho em home office. Segundo a pesquisa, a somatória das respostas supera 100% por se tratar de relatos de ocorrência, sendo possível a empresa marcar mais de uma opção

A pesquisa também mostra que 59,54% dos entrevistados informaram haver impacto nos cronogramas de obras em função dos afastamentos de trabalhadores por Covid-19 e/ou influenza, enquanto 40,46% revelaram que a programação não foi alterada.

Prevenção

O levantamento também checou informações sobre ações de prevenção nesse setor. Entre as empresas entrevistadas, 58,30% responderam que fornecem ou exigem testes de Covid-19 para seus trabalhadores e 41,70% disseram que não fazem esta exigência. A maioria (51,24%) também respondeu que exige comprovação de vacinação completa dos seus trabalhadores, ante 48,76% que disseram não exigir.


Compartilhe:

Fechar

Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp.

WhatsApp Voltar ao topo