Operação Malha PJ da Receita Federal atua sobre IRPJ e CSLL

A Receita Federal realiza mais uma operação Malha PJ relativa à insuficiência de declaração de Imposto de Renda Pessoa Jurídica…

A Receita Federal realiza mais uma operação Malha PJ relativa à insuficiência de declaração de Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), para contribuintes do Lucro Real trimestral. O objetivo é a regularização espontânea das divergências identificadas. De acordo com o órgão, o total de indício de insuficiência verificado nesta fase da operação é de aproximadamente R$ 1,27 bilhão para todo o país, sendo considerando no cálculo apenas o ano-calendário de 2018.

Conforme divulgado pela Receita Federal, um total de 3.928 contribuintes de todo o país recebem a comunicação para regularizarem o IRPJ e CSLL. Em Goiás, são 138 contribuintes alcançados, com valor de divergência estimada em mais de R$ 37 milhões.

De acordo com o órgão, os avisos de autorregularização são enviados aos contribuintes por via postal e por meio de mensagem na caixa postal no centro de atendimento virtual (e-CAC) da Receita Federal.

O prazo para regularização vai até 21 de janeiro de 2022. Após essa data, o órgão informa que será realizada nova verificação nas declarações. Segundo a Receita Federal, os contribuintes que não se regularizarem estarão sujeitos ao lançamento de ofício.

Com informações da Receita Federal


Compartilhe:

Fechar

Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp.

WhatsApp Voltar ao topo